• José Rosa

ESCANDINÁVIA E A COMIDA DOS VIKINGS


A Escandinávia é uma região geográfica e histórica do norte da Europa formada pela Dinamarca, Finlândia, Noruega e Suécia, podendo incluir também as ilhas Feroé e Islândia. Países que trazem a tradição milenar das civilizações Lapônia e Viking e que são sentidas na gastronomia. Estas características foram se adaptando aos tempos e hoje temos na Escandinávia uma gastronomia nada monótona, aonde podemos sentir uma explosão de sabores.

Smörgåsbord

Os aspectos mais divulgados da Escandinávia falam de uma cozinha monótona. Não é bem assim. Basta entrar num supermercado para se descobrir uma grande variedade de produtos: arenques, carnes de cordeiro ou rena frescas, defumadas ou secas.

Alguns alimentos são milenares em sua cozinha, tais como as ostras e os mexilhões, consumidos desde os tempos dos vikings. Uma de suas especialidades que se espalhou por todo o mundo foi o salmão defumado, preparado com sal, açúcar, endro e pimenta do reino. Aliás, a utilização dos processos de conservação dos alimentos ― defumação, salga e secagem ― para o período do inverno sempre foi um hábito regional.

No entanto, a mais conhecida das extravagâncias culinárias da Escandinávia é o smörgåsbord, uma formidável mesa de comidas variadas, constituída de pratos de vegetais, saladas, frutos do mar, queijos, ovas de peixes, carnes de porco, cordeiro, veado, aves, camarões, peixes crus em conserva, pães, doces, tortas e petit-fours.

NORUEGA

A culinária da Noruega é famosa pela simplicidade e diversidade, tradicionalmente baseia-se nas matérias-primas disponíveis no país, com foco para a caça, pesca e pecuária, diferentemente do resto da Europa. Porém, a culinária moderna da Noruega é influenciada pela globalização, e os restaurantes urbanos apresentam os mesmos cardápios esperados de qualquer cidade ocidental européia.

Da Noruega vêm pratos exóticos como o salmão gravilax (molho de sal, açúcar, endro, limão, pimenta branca e azeite, servido sempre como entrada da refeição), o rakfisk (filés de truta crua em conserva de vinagre e sal), o tørfiske (nosso conhecido bacalhau), o fårikål (cozido de carne


de cordeiro com repolho) e o smalahove (cabeça de cordeiro defumada e cozida com batatas, sem o miolo). Entre os doces e sobremesas são comuns na Escandinávia os biscoitos, bolos e pasteis: kaffebrød (pão para café), waffles, wienerbrød (pão vienense), marzipans, choklad biskvier (biscoitos de amêndoas com chocolate), biscoitos amanteigados, nougats, compotas de frutas silvestres, panquecas, torta de maçã, tusenbladstårta (torta mil folhas), pepparkakor (biscoitos doces apimentados) e o kanalkakor (biscoito de cinamomo).

DINAMARCA

A culinária da Dinamarca, tal como a de outros países escandinavos (Suécia e Noruega) e do norte da Europa em geral, como na Alemanha, é composta de pratos pesados, ricos em gorduras e carboidratos. Isto é devido à sua tradição agrícola e ao clima frio, caracterizado por invernos rigorosos e longos.

A refeição quente de carácter nacional poderá ser carne de porco no forno com batatas aloiradas, couve vermelha cozida e molho castanho (conhecida como flæskesteg). São ainda bastante populares as almôndegas ao estilo dinamarquês, conhecidas por frikadeller, o hakkebøf, o kogt hamburgerryg e o stegt flæsk.

FINLÂNDIA

A culinária da Finlândia é notável por combinar geralmente pratos tradicionais e alta cozinha com preparação ao estilo europeu contemporâneo. O peixe e a carne têm um papel proeminente nos pratos tradicionais finlandeses da parte ocidental do país, enquanto os pratos da parte oriental tradicionalmente incluem vários vegetais e cogumelos.

Os pratos finlandeses usam frequentemente produtos integrais (centeio, cevada, aveia) e bagas (mirtilo e arandos-vermelhos, e espinheiro cerval). O leite e os seus derivados como o leitelho são muito usados como alimento, bebida ou em várias receitas. Tradicionalmente, era comum o uso de vários tipos de nabos, mas estes foram substituídos pela batata após a sua introdução no século XVIII.

O Pastel da Carélia (karjalanpiirakka) é um prato tradicional finlandês feito com massa fina de centeio e recheado com arroz. Antes de serem consumidos, e enquanto quentes, são pincelados com manteiga, frequentemente misturada com ovo.

SUÉCIA

A culinária da Suécia baseia-se nas carnes e laticínios, peixe , bagas silvestres, como o mirtilo e o arando-vermelho, com as quais se fazem compotas que, muitas vezes acompanham a comida. As batatas são o acompanhamento normal da comida sueca, cozidas ou em puré , embora também se usem outros vegetais como os pepinos, frescos ou em picles. Na Suécia come-se uma grande variedade de pães, desde os maciosaos crocantes, principalmente de centeio, mas também de trigo (ou da sua variedade selvagem, a espelta), cevada, de massa escura ou clara, usando muitas vezes farinha integral e mesmo com massa azeda. Também são muito apreciados os bolos e biscoitos. No norte do país, é consumida a carne de rena, e no sul, há maior utilização de legumes e verduras. Os peixes mais consumidos são o bacalhau, a sarda, o arenque e o salmão.

Uma especialidade da Suécia, é o smörgåsbord, um bufê reunindo variadas iguarias.

Tradicionalmente, os suecos são bastante abertos às influências culinárias de outros países, como se pode ver pelo consumo de pizza, hamburger, e comida chinesa.

Fonte: Wikipedia

Visite a página SUGESTÕES e aproveitem as ofertas de vinhos que nossos parceiros estão oferecendo.


810 visualizações

As imagens apresentadas neste site são meramente ilustrativas. Os produtos apresentados estão sujeitos a variações de preço conforme determinação dos respectivos e-commerces. Qualquer dúvida favor entrar em contato através do
e-mail  contato@wineandfood.com.br