• José Rosa

RABANADAS DE NATAL


Como muitas das tradições, não temos como afirmar a origem real da rabanada e porque ela se instaurou como um prato típico do Natal. É fato de que os portugueses foram os responsáveis por trazer a receita da rabanada para o Brasil, que rapidamente se espalhou e tomou conta do natal. Segundo Luís da Câmara Cascudo, em seu livro “Dicionário do Folclore Brasileiro”, o nascimento deste prato é associado a Portugal, e os portugueses teriam trazido a tradição para o Brasil, então colônia.Mesmo hoje tendo perdido espaço para o panetone, por exemplo, a rabanada ainda é muito feita em diversos estados, sendo o Nordeste o maior consumidor.


As primeiras receitas remontam ao Livro de Cozinha de Domingo Hernández de Maceras (1607) e "Arte de cozina, pastelería, vizcochería y conservería" de Francisco Martínez Motiño (1611). A rabanada era, no inicio do século XX, muito comum nas tabernas de Madrid e servia-se com jarros de vinho "razos". É bom ressaltar que é possível provar a iguaria em diversos países, como nos Estados Unidos aonde ela é chamada de French Toast, na Inglaterra, Eggy Bread, e na França a Pain Perdu.

Outro nome dado à rabanada é de “Fatia da Parida”, isto porque acreditava-se que o doce auxiliava na produção de leite materno. A Rabanada era assim chamada por causa de uma lenda: Uma mulher pobre, sem ter quase nada para comer, precisava alimentar seu filho recém nascido. Seu único alimento eram restos de pão dormido molhados com leite adocicado. A mulher teve tanto leite que amamentou seu filho e ainda sobrou pra amamentar outras crianças também! Dessa forma, a rabanada acabou virando símbolo de prosperidade e fartura, sendo servida nas festas de fim de ano.


Seja simples, com leite condensado, com chocolate, brigadeiro, ou qualquer outra complementação, a rabanada não pode faltar na mesa de muita gente no final de ano.


Então vamos a receita :

Ingredientes

Rende: 16 fatias

1/2 lata de leite condensado

2 ovos batidos

1/2 xícara de leite

1 colher (chá) de baunilha

1 pitada de noz-moscada

16 fatias de pão amanhecido

Açúcar e canela a gosto


Modo de preparo

Preparo:10mins › Cozimento: 20mins › Tempo adicional:10mins de molho › Pronto em:40mins

1. Preaqueça o forno em temperatura média (180ºC) e unte uma forma retangular grande.

2. Misture numa tigela grande o leite condensado com os ovos, o leite, a baunilha e a noz-moscada.

3. Mergulhe as fatias de pão e deixe de molho por 10 minutos. Se o creme não cobrir totalmente as fatias, vire o lado na metade do tempo.

4. Coloque o pão na forma e leve ao forno por 20 minutos, virando depois de 10-12 minutos. Retire e passe no açúcar com canela antes de servir.


VINHOS PARA HARMONIZAR

Como toda boa refeição ela deve ser finalizada com uma excelente sobremesa e um ótimo vinho. Apesar de simples, a rabanada é uma sobremesa bastante saborosa, marcada pelo sabor exótico da canela e a agradável textura trazida pelo ovo e pelo seu cozimento. Para acompanhar estes fatores diferentes sugiro os fortificados portugueses que são combinações clássicas. Contudo, prefira Portos mais simples, portanto menos concentrados no estilo Tawny. Um Madeira Boal pode ser perfeito com o açúcar das rabanadas sem exagero. Late Harvests ( colheita tardia) com toques abaunilhados e de especiarias podem ser boas alternativas, tomando cuidado para não serem untuosos demais.



102 visualizações
RECENTES

Blog Amigo

PESQUISA POR TAGS
ARQUIVOS
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

As imagens apresentadas neste site são meramente ilustrativas. Os produtos apresentados estão sujeitos a variações de preço conforme determinação dos respectivos e-commerces. Qualquer dúvida favor entrar em contato através do
e-mail  contato@wineandfood.com.br