• José Rosa

QUAL TAÇA É A IDEAL PARA O ESPUMANTE?

Antigamente era a "Coupe " aquela antiga de bojo curto e largo, depois a Flûte" comprida, estreita e longa , mas e agora ?

Depois de muito estudo os especialistas nesta bebida maravilhosa chegaram à conclusão que as taças que utilizávamos até bom pouco tempo não são as ideias para beber o espumante.

As "coupe" e a "flûte" não são mais utilizadas por quem deseja aproveitar ao máximo os aromas e sabores desta bebida.

O Champagne como vinho espumante surgiu no começo do século XVIII e, naquela época, era servido nas mesmas taças de qualquer outro tipo de vinho – geralmente baixas e de formato cônico, com haste pequena ou mesmo sem haste. Os primeiros recipientes feitos pensando nessa bebida teriam surgido em 1755 na Inglaterra, com cones em formatos mais alongados.

Definitivamente, tanto a coupe quanto a flûte parecem não agradar os apreciadores mais exigentes.


“Definitivamente, tanto a coupe quanto a flûte parecem não agradar os apreciadores mais exigentes. utilizo nem a coupe, nem a flûte estreita, uso uma flûte grande”, diz Benoît Gouez, chef de cave da Moët & Chandon, ao tentar explicar a taça que a empresa adotou para seus vinhos e que remete à tulipa. “Ela é suficientemente estreita na base para poder ter uma boa coluna de líquido e poder observar o caminho das borbulhas, suficientemente larga no corpo para deixar o vinho respirar e desenvolver toda a sua complexidade, e ligeiramente fechada na boca para concentrar os aromas enquanto se permite colocar o nariz dentro do copo ao beber”, observa.Segundo pesquisas, as bolhas têm papel central na apreciação de um espumante, já que liberam aerossóis precursores dos aromas

Mas que taça é esta?

É a TULIPA!

As taças tulipas são os formatos mais adequados para apreciar espumantes, segundo experts e produtores. Elas possibilitam apreciar as borbulhas ao mesmo tempo que concentram os aromas da melhor forma

No entanto, há ainda quem seja mais radical e diga que a taça ideal para espumantes seria qualquer uma usada para vinho branco. Um dos que defende essa ideia é o embaixador da Pernod Ricard (responsável por marcas como Mumm e Perrier-Jouët), Federico Lleonart. “Quando um espumante tem complexidade, profundidade e notas de autólise, como nos melhores Cavas e Champagnes, então a melhor opção é usar taças de vinho branco para deixar os aromas se expressarem”, comenta. Ele defende ainda que os espumantes mais simples devem continuar a ser servidos em flûte, pois esse formato mantém o vinho gelado por mais tempo e torna as bolhas mais bonitas.

Definitivamente, tanto a coupe quanto a flûte parecem não agradar os apreciadores mais exigentes. No entanto, além dos modelos tulipa, há quem não descarte o uso de outros tipos de taças para apreciar espumantes específicos. Vian afirma: “Pensando em Champagnes e Cavas, que são os mais expressivos em volume, [vale a pena usar] uma taça com abertura um pouco maior, pois são produtos com grande complexidade de aromas e que melhoram consideravelmente quando expostos ao oxigênio”.

O chef de cave da Dom Pérignon, Richard Geoffroy, pensa da mesma forma e defende: “Você prova o que vê. Então, em uma coupe achatada, o vinho parece achatado; em uma flûte, ele está constrito; mas, em uma taça mais larga, você saboreia a plenitude”. Pensando nisso, ele recomenda que seus vinhos sejam degustados em taças indicadas para Pinot Noir (seria uma tulipa muito bojuda?). Segundo especialistas, como Gérard Liger-Belair, pesquisador da Universidade de Reims, esse formato é o ideal para maximizar as características de aroma e sabor desta cepa no blend, daí seu uso. Seguindo a mesma lógica, produtores que tendem a usar mais Chardonnay na mescla costumam a sugerir taças de vinho branco (cujo formato também acaba por lembrar certas tulipas).


Por fim, para desfrutar plenamente de um espumante, escolha uma taça em que as borbulhas possam desfilar e haja espaço suficiente para que você possa se inebriar com os delicados aromas. Edward McCarthy, especialista que já escreveu livros sobre Champagne, resume bem: “A tulipa alargada é a minha taça de escolha. Uma boa taça de vinho branco, também é aceitável”. Então, as diferentes tulipas ou taças de vinho branco darão conta do recado. Ou seja, com tantas opções no mercado, não haverá uma nova febre das tulipas.


RECENTES

Blog Amigo

PESQUISA POR TAGS
ARQUIVOS
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

As imagens apresentadas neste site são meramente ilustrativas. Os produtos apresentados estão sujeitos a variações de preço conforme determinação dos respectivos e-commerces. Qualquer dúvida favor entrar em contato através do
e-mail  contato@wineandfood.com.br