• José Rosa

COMO SERVIR O VINHO - DICAS SOBRE A TEMPERATURA DE SERVIÇO PERFEITA

Conselhos de especialistas para desfrutar as suas garrafas no seu melhor

Parece que servir um vinho deve ser fácil o suficiente: Basta abrir e despejar. Mas qualquer um que já tenha lutado com uma cortiça em ruínas, ou ouvido um debate sobre se o Cabernet que eles estão bebendo precisa "respirar" mais, sabe que às vezes não é tão simples quanto parece.Quem nunca passou pela situação de ter uma taça de vinho que veio altamente recomendada, mas foi um desastre , ou voce ficou muito desapontado com um vinho que amava? E uma frase comum entre os amantes do vinho : já bebi este vinho antes e agora ele está diferente, está melhor!

Alguns motivos podem ser responsáveis tanto pela melhora quanto pela decepção ao beber um vinho. E um dos motivos que influenciam muito é simplesmente a forma que foi servido. Neste caso vamos explorar a questão da temperatura de serviço do vinho.

Nada influi tanto na apreciação de um vinho quanto sua temperatura. Em nosso país, estamos acostumados a extremos em tudo o que bebemos, café super quente, cerveja estupidamente gelada e por aí vai. Um vinho é uma bebida que tem vida, nunca poderemos pensar em resfriar nosso Champagne até congelar, ou beber um vinho a temperatura ambiente , do Rio de Janeiro, a 29oC , e com esta temperatura a evaporação do álcool é intensa e seria quase uma inalação que você estaria fazendo.


A temperatura, pode afetar significativamente os aromas e sabores de um vinho, bem como a prática de decantar. Entender como devemos fazê-lo e por que vai ajudá-lo a decidir o que é melhor para o seu vinho.

Aqui estão algumas diretrizes sobre a temperatura de servir para diferentes vinhos, bem como soluções rápidas para resfriar ou aquecer uma garrafa.

ESCOLHENDO A TEMPERATURA

Quando falamos em temperatura de um vinho temos que levar a sério, ela deve ser sempre mais precisa possível. Se muito quente o álcool do vinho será muito enfatizado. Se muito frio os aromas e sabores serão silenciados e, para os tintos os taninos farão com que ele fique duro e adstringente. Muitas vezes, os vinhos brancos são servidos com se estivessem saindo do freezer, enquanto os tintos são abertos a uma temperatura ambiente extremamente quente, nenhum dos dois são ideais. Sempre temos que levar em consideração o gosto individual, este é o ideal que tem que prevalecer, mas aqui estão algumas orientações gerais:

  • Vinhos brancos secos, rosés, vinhos espumantes:

Servir de 6 ° a 8 ° C para preservar o seu frescor e mante-lo frutado. A refrigeração ideal mantém as bolhas finas em vez de espumoso. Esta temperatura também é indicada para uma boa variedade de vinhos de sobremesa. A doçura é acentuada em temperaturas mais quentes, assim que refrigerando ele mantem seu balanço sem anular seus aromas vibrantes.

  • Os vinhos brancos encorpados e tintos claros e frutados:

Servir entre 8 ° e 10 ° C para obter mais complexidade e os aromas e para mantê-lo frutado e mais refrescante.

  • Vinhos tintos encorpados e Porto:

Servir a temperaturas entre 15 e 18 ° C - mais frias do que a maioria das temperaturas ambiente e mais quentes do que as temperaturas de armazenamento, isto para tornar os taninos de mais suaves.

DA ADEGA A TAÇA

Se os seus vinhos foram guardados à temperatura ambiente pode demorar uma ou duas horas em um refrigerador para esfriar um branco ou um espumante até chegar na temperatura certa, e não há nenhum dano em colocar um tinto muito quente lá por um pouco de tempo também. Por outro lado, um tinto guardado em uma adega ou refrigerador pode precisar de até meia hora à temperatura ambiente. Se você puder, é importante ter uma pequena adega em casa com configurações de temperatura até 20° C. Você pode usar para armazenar garrafas que você deseja abrir para o jantar ou uma festa.E como você sabe se o vinho atingiu a temperatura de serviço? Hoje existe no mercado os termômetros digitais instantâneos que podem ler a temperatura do vinho através da garrafa, e existem outros modelos que você pode colocar direto na boca da garrafa aberta. Mas se você não quer tanta sofisticação é fácil tocar a garrafa e sentir. Com o tempo e várias degustações, você aprenderá a identificar!


RESFRIAR OU AQUECER

O vinho está muito gelado ou muito quente.Precisa de uma solução rápida? Se o vinho estiver muito quente, mergulhe-o em uma mistura de gelo e água fria - isso esfria uma garrafa mais rapidamente do que o gelo sozinho, porque aumenta o contato do vidro com a fonte fria. Pode demorar cerca de 10 minutos para um tinto e uns 30 minutos para um Champagne. Você pode até mesmo deixar uma garrafa no freezer por no máximo 15 minutos. Mas não se esqueça, alem de congelar e empurrar a cortiça para fora , você vai perder seu vinho.Esta é uma medida radical, você precisa estar com muita pressa e eu só arriscaria com um espumante. Se o vinho estiver muito gelado, decantá-lo é para mim a melhor opção, e não tente nada com fogo. Se o vinho está só um pouco frio, basta servir e coloque suas mãos em torno da taça para aquecê-lo.

155 visualizações
RECENTES

Blog Amigo

PESQUISA POR TAGS
ARQUIVOS
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

As imagens apresentadas neste site são meramente ilustrativas. Os produtos apresentados estão sujeitos a variações de preço conforme determinação dos respectivos e-commerces. Qualquer dúvida favor entrar em contato através do
e-mail  contato@wineandfood.com.br